Brasil

Mulher processará Bolsonaro por dano moral após filho ser internado por Covid-19

A advogada Maíra Recchia, 40 anos, anunciou que entrará no Judiciário com uma ação contra Jair Bolsonaro. Ela é mãe de um garoto de 13 anos que ficou internado com sintomas graves de Covid-19.

PUBLICIDADE

“Vou pedir a responsabilização do governo por eventuais omissões praticadas durante a pandemia de covid-19, isso porque o direito administrativo brasileiro adotou, como regra, a responsabilidade objetiva do Estado em casos como esse”, disse. Os relatos foram publicados pela coluna Universa, no portal Uol.

 

De acordo com a advogada, “mesmo em se tratando de responsabilidade subjetiva, quando se fala de culpa, por exemplo, os requisitos também estão presentes porque houve deficiência no atendimento das pessoas, falta de informação e ausência de ferramentas de vacinação e contenção da propagação da covid, sendo que é obrigação do Estado dispensar um tratamento digno e eficiente a todos, inclusive por recomendação de protocolos nacionais e internacionais”.

 

“Vi que um grupo de vítimas da covid e famílias que perderam alguém para a doença exigindo a responsabilização do presidente. Agora, meu objetivo é responsabilizá-lo pessoalmente também. Vou entrar com uma ação por dano moral e material contra Bolsonaro, pedindo uma indenização”, disse.

Com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp