Brasil

Mulher recebe bilhete com reclamação por andar de sutiã em casa

A confeiteira Juliana Kulpa, de 25 anos, recebeu um bilhete, que foi depositado em sua caixa de correspondências, de uma vizinha que reclamou do fato da jovem andar em sua própria residência usando apenas sutiã.

 

Como argumento, a vizinha afirmou: “somos evangélicos e meu marido fica em casa em home office”. A mensagem ainda é finalizada com a ordem: “tenha decência”.

 

O caso ocorreu em Osasco, na Grande São Paulo, há cerca de 20 dias.

 

Ao UOL, Juliana disse que sua “primeira reação foi um susto, porque a pessoa não se identificou. Fiquei assustada com isso”.

 

Ela contou que não tem o costume de andar com roupas íntimas pela casa, e o que os vizinhos podem ter visto foi um top e shorts de academia. “Eu imagino que tenha sido no dia que eu fui fazer uma caminhada e, em seguida, fiz uma faxina”.

 

Pelas redes sociais, onde publicou o caso, a confeiteira disse ter recebido muito apoio, mas relatou ter ficado incomodada com perguntas sobre seu marido. “99,9% das mensagens são de apoio. A única coisa que me incomodou um pouco é que muita gente perguntou sobre o que o meu marido achava disso. Eu tentava responder: ‘Meu marido não acha nada, o corpo é meu. Quem está expondo o corpo sou eu. Ele não tem nada a ver'”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp