Internacional

Nancy Pelosi desafia a China e deve visitar Taiwan, abrindo novo foco de guerra

Em conversa telefônica recente, Xi Jinping alertou Joe Biden a não brincar com fogo; China considera qualquer reconhecimento de Taiwan como uma ameaça

 

 

 

247, com Reuters – A presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, planeja visitar Taiwan, ilha que a China reivindica como seu território. Pelosi, que iniciou uma viagem à Ásia nesta segunda-feira (1) em Cingapura, deveria passar a noite de terça-feira em Taiwan, disseram três pessoas informadas sobre o assunto. A visita de Pelosi, que é a segunda na linha de sucessão à presidência dos EUA e uma crítica de longa data da China, ocorreria em meio ao agravamento dos laços entre Washington e Pequim.

 

 

Em maio, o governo chinês, comandado pelo presidente Xi Jinping, disse que os EUA, do presidente Joe Biden, estão “brincando com fogo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse na segunda-feira que seria “uma interferência grosseira nos assuntos internos da China” se Pelosi visitar Taiwan e alertou que isso levaria a “desenvolvimentos e consequências muito graves”.

“Gostaríamos de dizer aos Estados Unidos mais uma vez que a China está de prontidão, o Exército de Libertação do Povo Chinês nunca ficará de braços cruzados, e a China tomará respostas resolutas e fortes contramedidas para defender sua soberania e integridade territorial”, disse Zhao a um jornal.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp