Pernambuco

“Não aceitamos politização das polícias”, anuncia governador de Pernambuco, Paulo Câmara

247 – O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), assegurou que não admitirá “excessos”, nem “politização” das Polícias Militares do estado nos atos de 7 de setembro. “É claro que os atos irão ocorrer, mas não vamos admitir nenhum tipo de excesso. Ocorreu excesso, ocorreu politização, haverá punição”, afirmou em entrevista à TV 247.

 

Na mobilização de 29 de maio contra Bolsonaro, a PM de Pernambuco praticou diversos atos de violência contra os manifestantes, chegando a deixar duas pessoas – que sequer participavam dos atos – cegas de um olho. Câmara afastou o comandante da PM e determinou a apuração das responsabilidades.

 

Nos últimos dias, policiais militares da reserva e da ativa têm se manifestado politicamente a favor de Jair Bolsonaro e anunciado que irão às ruas no 7 de setembro. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) afastou o coronel Aleksander Lacerda, que fez ataques e ameaças contra ele, o STF e defendeu golpe militar.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp