Brasil

‘No Dia de Finados, rezemos pelas pessoas amadas e pelas vítimas da Covid-19’, por Walter Santos

Walter Santos é publisher e analista da Revista Nordeste

02/11/2020


Imagem ilustrativa - Homem lamenta morte de familiar vítima da Covid-19

Revista Nordeste

2 de novembro de 2020. Esta data foge da lista comum de tantos outros Dias de Finados anteriores, porque desta feita, além da saudade imensa de familiares e amigos que já se foram, temos o registro de mais de 160 mil mortes pelo novo coronavírus no Brasil.

Impressiona como estamos insensíveis diante deste volume, a quantidade de mortes provocadas pela Covid-19, muitos porque embarcaram no ‘negacionismo’ em voga e ignoraram o isolamento, uso de máscaras, lavar as mãos e até defendiam cloroquina sem efeito científico comprovado.

Coisificamos a convivência com a morte?

Mas, em que pese a dor de tantos que se foram tragados pelo vírus, só nos resta clamar de forma mais intensa possível aos que se mantêm com vida para respeitar ainda os protocolos visando evitar a segunda onda da Covid-19 que pode acontecer a qualquer momento.

Eis a mensagem que fica para este dia.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.