menu

Internacional

28/03/2018


China e Coreia do Norte confirmam visita de Kim Jong-un a Pequim

Depois de dias de especulações, foi confirmado que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, acaba de visitar a China.

Desde o início da semana, circularam rumores da visita após informações de que uma figura de alto escalão havia chegado a Pequim sob forte esquema de segurança em um trem especial, semelhante àquele usado pelo pai de Kim no passado.

A visita, confirmada pela China e Coreia do Norte nesta quarta-feira em horário local, foi a primeira viagem de Kim para o exterior de que se tem notícia desde que ele assumiu o comando do país, em 2011. Segundo relatos, o líder e sua esposa, Ri Sol Ju, estiveram no país vizinho de domingo a quarta-feira.

Segundo a agência de notícias do governo chinês Xinhua, Xi Jinping, líder do país, e Kim tiveram um “diálogo exitoso”.

A visita é considerada um passo importante para a preparação da Coreia do Norte ao diálogo com a Coreia do Sul e Estados Unidos. Espera-se que Kim encontre-se com o presidente americano, Donald Trump, em maio – uma aproximação sem precedentes entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos.

Analistas já haviam previsto que os líderes da Coreia do Norte e da China provavelmente se encontrariam antes da reunião entre Kim e Trump.

Durante a visita não-oficial, Kim teria assegurado às autoridades chinesas que ele está comprometido com a desnuclearização, segundo relatou a agência Xinhua.

“O assunto da desnuclearização na península coreana pode ser resolvido, se a Coreia do Sul e os Estados Unidos responderem aos nossos esforços com boa vontade, criando uma atmosfera de tranquilidade e estabilidade enquanto adotam medidas progressivas e sincronizadas para a caminhada em direção à paz”, teria dito Kim.

O programa nuclear da Coreia do Norte está no centro de uma recente escalada de tensões na relação com os EUA.

A agência de notícias norte-coreana KCNA classificou o encontro como um “marco” da melhoria na relação com a China – o principal aliado do país comandado por Kim Jong-un.

A KCNA afirmou também que Xi aceitou um convite para retribuir a visita.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte tem demonstrado outras movimentações importantes no campo diplomático, como uma aproximação da Coreia do Sul.

BBC

Notícias relacionadas