menu

Internacional

15/07/2016


Ataque terrorista na França deixa 84 mortos

O presidente da França, François Hollande, já está em Nice, onde se encontrará com autoridades de segurança locais para debater a situação após o ataque da noite dessa quinta-feira (14), que deixou ao menos 84 mortos e 100 feridos.

O primeiro-ministro, Manuel Valls, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, já se encontram na cidade.

Em pronunciamento realizado ontem à noite, Hollande disse que "é inegável o caráter terrorista do ataque", acrescentando que entre as vítimas, muitas são crianças.

O presidente decidiu ampliar o estado de emergência declarado após os atentados de 13 de novembro em Paris, que deixaram ao menos 130 mortos, por mais três meses.

O motorista de caminhão que matou mais de 80 pessoas em Nice foi identificado pela polícia, informou a agência Reuters nesta sexta-feira (15).

"O motorista do caminhão foi formalmente identificado como Mohamed Lahouaiej Bouhlel", diz o Twitter da agência francesa.

De acordo com a mídia local, os serviços de segurança franceses fazem, no momento, buscas na casa do terrorista.

Notícias relacionadas