menu

Brasil

20/09/2013


Com saída do PSB, aliança entre PT e PTB é possível

UNIÃO

Após a estratégica saída do PSB, com a entrega dos cargos ocupados pelos socialistas no governo federal, a possibilidade de uma aliança entre o PT e o PTB, este liderado pelo senador Armando Monteiro, para a construção de uma chapa majoritária ao governo do estado é cada vez mais visível.
Alguns líderes petistas, como o senador Humberto Costa e o deputado federal João Paulo, ambos do PT, se reuniram há cerca de um mês com Armando para tratar justamente do início desta aliança, rompendo assim com o PSB, que possivelmente lançará uma candidatura própria para suceder Eduardo Campos.

Agora, com a desistência dos socialistas de participarem da aliança com o PT nacional, o cenário em Pernambuco já se conjuntura para o racha da Frente Popular estadual. O que segundo o cientista político, Túlio Velho Barreto, é bem consolidado, pois os laços entre petistas e petebistas têm crescido disparadamente e Armando Monteiro tem se colocado como pré-candidato, diferente de outros momentos em que o senador já postulou o cargo.
"Desde que eles almoçaram juntos, ficou mais claro de que há essa hipótese e que ela é plausível. Armando definitivamente tem colocado a candidatura dele como algo mais concreto do que em outras vezes, parece que agora é mais para valer", destrinchou o especialista.
Ainda sob a análise de Velho Barreto, este é "o momento que o PT está com mais fragilidade no Estado. Pois o PSB cresceu muito, venceu o PT no Recife e o PT não tem hoje um quadro para ocupar o governo. Humberto não se coloca mais candidato. O que favorece a uma aliança com o PTB e rende a aposta do nome de Armando Monteiro", frisou.

O quadro, apesar de não ser visto com bons olhos pela ala petista liderada por João da Costa, tem sido confirmado nos bastidores por petebistas. "Agora, as possibilidades são maiores. Tenho certeza que a aliança com o PT vai acontecer. Teremos em breve uma reunião para voltar a falar sobre isso. E o nome de Armando já é um dos desejados para assumir a administração do estado", afirmou o influente petebista em reserva.

Opinião corroborada pela declaração, que o deputado federal Silvio Costa (PTB), fez nesta sexta-feira (20), em uma rádio local. “Nós temos no PTB um quadro que discute com todos os formadores de opinião. E do mesmo jeito que PSB tem a possibilidade de pleitear a presidência da República, nós queremos o governo do Estado. Nós deputados federais, os estaduais, prefeitos e vereadores do PTB estamos trabalhando para que Armando seja sim candidato a governador… É preciso parar com o pensamento de que o PSB pode tudo e os partidos aliados não podem nada”, assegurou Costa.  

Notícias relacionadas