menu

Brasil

15/04/2016


Gregório Duvivier usa humor para criticar Temer e convocar união; Confira

O humorista e ator do Porta dos Fundos Gregório Duvivier usou o humor para fazer uma série de críticas ao vice-presidente da República, Michel Temer, que pode assumir o comando do país caso o impeachment seja aprovado no Congresso Nacional.

Duvivier detalha, com ironia, o perfil do vice, como sua carreira política e "com quem Temer anda". Além de Eduardo Cunha, presidente da Câmara, que é réu no Supremo Tribunal Federal, Duvivier destaca Eliseu Padilha e Edinho Araújo, ex-ministros do governo Dilma e, como Temer, também citados em delações da Lava Jato.

Sobre as acusações envolvendo Temer com esquemas de corrupção, ele ironiza: "isso não deve ser nada, gente, senão as pessoas estariam falando disso, nos jornais, nas revistas. E não é, ele é a solução".

"Ele já foi a favor e contra o impeachment, já foi contra e a favor à redução da maioridade penal, contra e a favor da reforma agrária, contra e a favor da fidelidade partidária. Ele não tem nem time de futebol, gente", brinca ainda o roteirista do Porta dos Fundos, sobre o vice.

"Além de ser um chato, envolvido em escândalos e contrário a uma reforma política de verdade, o Temer ainda escreveu aquela carta", lembra ele, que diz que a carta se "auto-vazou". Para Duvivier, "quem dera" Temer tivesse sido um vice decorativo.

Assista:

Notícias relacionadas