menu

Brasil

16/01/2015


Grupo armado explode agência bancária em Iracema

CEARÁ

O primeiro ataque a banco deste ano foi registrado na madrugada desta sexta-feira, 16, em Iracema, 278,2 km de Fortaleza. O grupo formado por cerca de dez homens, com armamento de grosso calibre, explodiu a agência do Banco do Brasil e fugiu em três carros não identificados. A quantia levada não foi divulgada.

A ação ocorreu por volta de 1 hora da manhã, quando os criminosos explodiram a agência, localizada na rua Tristão Gonçalves, no bairro Centro, e fugiram em direção ao Rio Grande do Norte. Os suspeitos efetuaram disparos pro alto, mas ninguém ficou ferido, conforme a titular da Delegacia de Iracema, delegada Mary Rodrigues Maciel.

A ação durou entre 15 a 20 minutos e a Polícia localizou um dos carros usados pelos criminosos, provavelmente um Siena, achado incendiado no distrito de Ema. Foram encontradas na agência munições de espingarda calibre 12 e de fuzil calibre 762. "As investigações apontam que eles saíram pelo distrito de Ema em direção ao Rio Grande do Norte. A Polícia de lá foi acionada e realiza buscas em contato conosco", detalhou a delegada.

As imagens das câmeras de segurança do banco foram solicitadas e devem ser utilizadas para a identificação dos criminosos, confome Mary Rodrigues. Foi solicitado reforço dos destacamentos policiais de cidades vizinhas, como Jaguaribara e Alto Santo.

O número de ataques a bancos com uso de explosivos em dezembro de 2014 cresceu 20% em relação ao ano de 2013. Foram registrados 68 ataques, o último deles no dia 31 de dezembro, quando uma agência do Banco do Brasil e um posto de atendimento do Bradesco em Itapiúna foram alvos de um grupo armado com explosivos. O levantamento foi feito pelo O POVO com base nos dados do Sindicato dos Bancários so Ceará, sem levar em conta as ''saidinhas'' e ''chegadinhas'' bancárias.

No dia 16 de dezembro de 2014, quando foi realizado o 65° ataque, um grupo formado por quatro pessoas invadiu a agência do Banco do Brasil de São Gonçalo do Amarante e levou o dinheiro dos caixas. No mesmo dia, um funcionário do Banco do Nordeste foi sequestrado e obrigado a entregar um malote de dinheiro do banco aos assantantes.

(Do Povo) 

Notícias relacionadas