menu

Brasil

09/01/2015


Jackson define gestores da Cultura, Ciência e Tecnologia e Inclusão Social

Sergipe

Na tarde desta quinta-feira (8), o governador Jackson Barreto definiu os nomes dos novos secretários de Cultura (Secult), Desenvolvimento Econômico e Ciência e Tecnologia (Sedetec) e Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides).
O defensor Público Elber Batalha será o novo secretário de Cultura. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Ciência e Tecnologia ficará a cargo de doutor Francisco Dantas, que até dezembro respondia pela Secretaria de Agricultura e Eliane Aquino volta a assumir a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social. A posse desses novos auxiliares será marcada posteriormente.
“Viajo nos próximos dias e quando retornar, continuarei conversando com os aliados sobre a composição de equipe”, informou Jackson.

Cultura: Elber Batalha
Advogado por formação, Elber batalha Filho é Defensor Público. Elber foi vereador de Aracaju e em 2011 assumiu a Secretaria de Estado de Turismo, deixando a pasta em 2014.
Desenvolvimento Econômico e Ciência e Tecnologia: Francisco de Assis Dantas
Advogado, graduado pela Universidade Federal de Sergipe, Francisco de Assis Dantas atuou como Conselheiro da OAB-SE e foi presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Sergipe. Durante doze anos, foi professor de Direito da Unit. Foi vereador em Aracaju. No Executivo da capital, exerceu o cargo de secretário dos Assuntos Urbanos, presidente da Aracaju Previdência, secretário de Assuntos Parlamentares e secretário de Administração.
No Governo do Estado, foi secretário de Desenvolvimento Regional e Metropolitano, Presidente da Segrase e Prodase. Foi Diretor-Presidente do Detran, Secretário de Estado de Governo e Secretário de Estado de Agricultura e do Desenvolvimento Rural até dezembro de 2014.
Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social: Eliane Aquino Custódio

Natural de Brasília, Eliane Aquino Custódio é fotojornalista e transferiu-se para Aracaju no ano 2000. Já em 2001, implantou em Aracaju a ONG Missão Criança – hoje Instituto Recriando. Como presidente da instituição, iniciou parcerias e projetos a favor das comunidades de baixa renda em bairros da capital como Santa Maria, Bugio e Japãozinho, sempre procurando garantir os direitos das crianças, adolescentes e suas famílias. Em 2004, ela recebeu do Banco Mundial o prêmio 'Voz Mulher – Prêmio Banco Mundial de Cidadania'.

Eliane coordenou o programa 'Sergipe de Todos', que visa à interiorização dos serviços públicos e promove a interação entre o Governo e a população dos municípios sergipanos e, a partir de janeiro de 2011, assumiu a secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social.

* Com informações da ASN. 

Notícias relacionadas