menu

20/08/2019


Na Carta Capital, Flávio Dino diz que Bolsonaro faz terrorismo ideológico para existir

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) acusou o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), de praticar “terrorismo ideológico” em relação a regiões, partidos e segmentos sociais. A declaração ocorreu nesta terça-feira 20, durante o evento Diálogos Capitais, da revista CartaCapital, em São Paulo.

“Infelizmente, o presidente da República é uma pessoa que cultua o conflito como ferramenta de luta política o tempo inteiro. É uma espécie de terrorismo ideológico que ele pratica, não só em relação a uma região ou com relação a partidos. É algo que ele busca permanentemente em relação a vários segmentos sociais, até países, nações. Nós estamos vendo isso na temática ambiental”, disse o governador.

Dino esteve presente no evento para divulgar o Consórcio Nordeste, projeto de integração entre os estados da região para atrair investimentos. Segundo o governador, o objetivo é apresentar uma estratégia distinta, que envolva união e diálogo. Para Dino, o Consórcio será uma oportunidade para contrapor o governo Bolsonaro, com uma “política diferenciada”.

Notícias relacionadas