menu

Internacional

28/04/2016


Novas regras do Pentágono autorizam matar mais civis em ataques ao EI

Ainda que o Pentágono costume emitir negativas de encobrimento toda vez que eles são apanhados matando civis em ataques aéreos contra alvos do ISIS, oficiais dizem que, na ânsia deles por uma escalada na guerra aérea contra o ISIS, eles têm visto a implantação de novas regras que permitem aos Estados Unidos matar maiores quantidades de civis por ataque.

Os detalhes ainda são escassos, e as regras oficiais provavelmente permanecerão secretas, mas os oficiais dizem que eles vêm implantando uma "escala móvel" com base na região visada, bem como na "oportunidade". Em alguns casos, os ataques aéreos dos Estados Unidos serão autorizados a matar dez civis por investida.

Isso foi previamente conhecido em dois incidentes nos quais as forças americanas atacaram locais que se acreditava contivessem grandes volumes de dinheiro vivo. Em ambos os casos os ataques ocorreram em áreas residenciais, e o Pentágono insistiu que ficou "confortável" com o número de civis mortos.

Apesar dos oficiais estarem sendo bastante francos quanto a matar civis em casos como esses, as mortes quase nunca são incluídas nos números oficiais do Pentágono quanto a civis mortos. De modo abrangente, acredita-se que o Pentágono tenha matado várias centenas de civis em sua guerra aérea contra o ISIS desde 2013, enquanto que a versão oficial é de apenas quatorze mortes.

Notícias relacionadas