menu

Pernambuco

22/04/2016


Novos atos pró e contra impeachment serão realizados neste sábado, no Recife

Participantes do Movimento Vem pra Rua se reúnem, a partir das 11h deste sábado (23), na frente da Padaria Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, para fazer um enterro simbólico dos senadores pernambucanos que são contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff ou ainda não se posicionaram em relação ao tema. Com o evento, intitulado Enterro da Vergonha, o grupo pretende mostrar à população os políticos que, segundo os organizadores do ato, estão indo de encontro à vontade da maioria da população.

“Mostraremos às pessoas os políticos que querem que a presidente fique no poder ou ainda estão indecisos, para que a população saiba o posicionamento de cada senador. Este é um ato de conscientização”, explicou Gustavo Gesteira, um dos organizadores da manifestação.

A divulgação do protesto está sendo realizada principalemente através de redes sociais. Em uma publicação na página do Vem pra Rua Recife no Facebook, o internauta é convidado a compartilhar o post do evento na sua linha do tempo e marcar amigos chamando-os a participar do ato. No final da tarde de hoje, duas mensagens com este teor já tinham quase mil curtidas.

Outra ação que será realizada nesta manhã, segundo Gesteira, é a divulgação do Mapa do Impeachment, canal que pode ser utilizado pelos internautas para enviar mensagens aos senadores de todo o Brasil. “Queremos mostrar o que está no mapa e incentivar as pessoas a utilizarem esta ferramenta para entrar em contato com os senadores e cobrar a saída da presidente Dilma”, disse.

PRÓ DILMA

A Frente Brasil Popular de Pernambuco e a Frente Povo sem Medo vão retomar o acampamento em apoio à presidente Dilma que foi realizado de 15 a 17 de abril na Praça do Derby, área central do Recife, desta vez permanentemente. A montagem das barracas começa a ser realizada já neste final de semana, mas o lançamento oficial do Acampamento Popular pela Democracia ocorrerá segunda-feira (25), às 16h, quando uma assembleia será realizada. Às 19h, um ato político-cultural ocorrerá em um palco montado no largo.

Pelo Facebook, os integrantes das frentes pedem que os manifestantes levem barracas, pratos, copos e outros materiais de uso pessoal e coletivo, além de artigos para a confecção de cartazes. Durante toda a semana serão realizadas oficinas, rodas de diálogos, assembleias, apresentações culturais e mais uma série de atividades. A programação completa será divulgada nas redes sociais de ambos os organizadores.

No dia 1º de maio, dia do trabalhador, os acampados participarão da caminhada organizada anualmente nesta data pela Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE). Eles sairão da Praça do Derby e seguirão até o Marco Zero, no Bairro do Recife, a partir das 9h.

JC Online

Notícias relacionadas