menu

Pernambuco

25/04/2016


Policiais cobram aumento salarial e sinalizam risco de paralisação

Os policiais e bombeiros militares de Pernambuco cobraram do Governo do Estado, por meio de um comunicado, um reajuste e reposição salarial de 25% nos vencimentos. Segundo a Associação de Praças de Pernambuco, o salário da categoria é um dos piores do Brasil. Com uma assembleia marcada para o próximo dia 27, os policiais alertam que "a sociedade deve ficar atenta. A insatisfação é real e cada vez maior".

Segundo o comunicado, "o Governo potencializa uma crise econômica que não é do tamanho que e eles dizem, tentando confundir a opinião pública, como a imprensa está disseminando e se aproveita para usar isso contra o servidor. Segundo ultima pesquisa realizada por entidades de todo o Brasil, temos um dos piores salários do Brasil". "A verdade é que a PM e bombeiros estão há dois anos sem reajuste salarial. Não recebemos hora extra, adicional noturno, insalubridade, diz outro trecho da nota.

Confira a íntegra do comunicado feito pela Associação de Praça de Pernambuco.

Associação de Praças de Pernambuco

Um absurdo! Às vésperas de uma Assembléia Geral de policiais e bombeiros militares, as declarações do secretário de Administração, Milton Coelho, em participação no programa Geraldo Freire são, no mínimo, equivocadas. Uma clara tentativa de colocar a sociedade contra a categoria.

O secretário pediu pra sociedade entrar no debate sobre o reajuste da PM e BM,então vamos deixar a sociedade esclarecida! Sobre o aumento salarial, não solicitamos reposição de 18% e reajuste de 25%. E sim reposição e reajuste total de 25%!

O Governo potencializa uma crise econômica que não é do tamanho que e eles dizem, tentando confundir a opinião pública, como a imprensa está disseminando e se aproveita para usar isso contra o servidor. Segundo ultima pesquisa realizada por entidades de todo o Brasil, temos um dos piores salários do Brasil.

O secretario ainda tem a ousadia de afirmar que, tirando a questão salarial, todos os demais itens da pauta foram atendidos. Não foram. Estão sendo literalmente proteladas, em reuniões da comissão permanente de negociação e das quais ele raramente participa.

A verdade é que a PM e bombeiros estão há dois anos sem reajuste salarial. Não recebemos hora extra, adicional noturno, insalubridade. Muitos PMs trabalham 15 serviços normais e mais 10 extras totalizando assim 25 dias trabalhado no mês, para conseguir dar um pouco mais de dignidade pra sua família. No entanto, com uma carga horaria desumana, como fica o convívio familiar desse militar? Será ele uma máquina?

Estamos sem receber fardamentos há muitos anos. O nosso código disciplinar é perverso, com penas privativas de liberdade por qualquer deslize por menor que seja. O hospital da PMPE está sucateado, sem condições de executar até exame de sangue e urina e o nosso vale refeição mal da pra se alimentar. A verdade é que desde a ultima greve da categoria, tirando as promoções, nada avançou. Dia 27, tem nova Assembléia Geral. A sociedade deve ficar atenta. A insatisfação é real e cada vez maior.

Notícias relacionadas