menu

Brasil

22/10/2013


Policias paralisam atividades no DHPP nesta quarta

EM PERNAMBUCO

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) fazem uma paralisação de advertência nesta quarta e sexta-feira (23 e 25) para reivindicar salários, efetivo e condições de trabalho nas delegacias do Estado.

No primeiro dia, deixam de funcionar os serviços do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Recife. Já no segundo, as paralisações afetam o trabalho no Complexo de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes.

De acordo com o presidente do Sinpol, Cláudio Marinho, os policiais vão se reunir amanhã (23) em frente a sede do DHPP, que fica no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. “Ouvidas e investigações serão suspensas. Vamos liberar apenas se houver homicídios nas 24 horas”, afirmou.

Marinho ressalta a falta de estrutura do Complexo de Prazeres, que inclui serviços da Delegacia da Mulher, Instituto de Medicina Legal (IML) e Gerência de Polícia da Criança e Adolescente (GPCA). A paralisação na unidade ocorre na sexta (25), apenas flagrantes e local de homicídios serão preservados. “Temos acumulados 600 requisitórios (na maioria inquéritos) que devem ser encaminhados à justiça. Eles foram devolvidos pelo Ministério Público por falta de informações”, relatou.

Segundo ele, a pressão para atingir o Pacto Pela Vida e falta de efetivo pode ter acarretado no volume de documentos devolvidos pelo MP. Ainda de acordo com Marinho, em seis anos, desde o início da gestão Eduardo Campos, 38% do efetivo pediu exoneração. “A situação é tão difícil que agora as intimações vão ser entregues pelos Correios”, comentou sobre o anúncio feito nessa segunda-feira (21) pela Secretaria de Defesa Social (SDS).

 

iG Pernambuco

Notícias relacionadas