menu

Brasil

14/10/2013


Prefeitura de João Pessoa participa de capacitação no Japão

PARAÍBA

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria Municipal da Receita (Serem), participa de capacitação no continente Asiático. Convidado pelo Governo Japonês, por meio da Agência de Cooperação Japonesa (Jica), o secretário Fábio Guerra embarca nesta segunda-feira (14) para integrar uma equipe de 40 pessoas, de 26 países, que vão trocar experiências, durante 13 dias, sobre Cidades Emergentes e Sustentáveis. No Brasil, apenas João Pessoa e Florianópolis foram convidadas.

Segundo Fábio Guerra, o convite partiu do Escritório do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) de Washington, com os custos pagos pela Jica, graças aos trabalhos já desenvolvidos pela PMJP na Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES/JP). “Trata-se de um reconhecimento por parte do BID, já que esse evento a Jica realiza uma vez por ano convidando governos de vários países para conhecer as experiências exitosas daquele país, no que concerne ao desenvolvimento sustentável, à prevenção ambiental e as novas tecnologias”, declarou.

Cidades Emergentes e Sustentáveis
João Pessoa foi a primeira cidade do Brasil a ser contemplada com o programa Cidades Emergentes e Sustentáveis. A Capital foi a selecionada para abrir a implantação do programa, que também será aplicada em outras três cidades do país, até o ano de 2014. O projeto prevê a assistência técnica e financeira necessária para o desenvolvimento de um plano de ação que garanta o desenvolvimento sustentável do município escolhido.

A escolha é baseada em três critérios específicos. O primeiro deles é o estado pleno de crescimento econômico. Também é avaliado o contingente populacional, que deve estar entre 200 mil e dois milhões de habitantes, e a capacidade institucional da cidade.

O secretário municipal da Receita exaltou a seleção de João Pessoa para o programa. “É uma oportunidade que temos de inserir a cidade na cultura do planejamento. Estaremos desenvolvendo estratégias e projetos que vão garantir um crescimento ordenado e uma cidade melhor por um longo período”, declarou Fábio Guerra.

A iniciativa da Agência de Cooperação Japonesa é parte do projeto ‘Future City’, implementada em 18 de junho de 2010 como estratégia de crescimento pelo Conselho de Ministros do Japão. O objetivo da iniciativa é criar lideranças mundiais bem sucedidas em cidades de desenvolvimento em termos ambientais, sociais e econômicos. A iniciativa se esforça para resolver problemas comuns para o século XXI e disseminar soluções-modelo dentro e fora do Japão. Após o grande terremoto no Japão em 2011, a idéia de “desenvolvimento da cidade para melhor prevenir desastres” é incorporado à iniciativa ‘Future City’.

Este programa é projetado para altos funcionários do governo central/ local e Universidades que abordam questões tecnológicas, prático e político relacionado com conceito de Iniciativa ‘Future City’.

O programa visa introduzir o projeto ‘Future City’ e cidade avançada no Japão e no mundo através de um Fórum Internacional, bem como visitar cidades-modelo no Japão. Essa iniciativa visa fornecer as informações de tecnologia de ponta, conhecimento inovador e de boas práticas em todo o mundo.

Este programa cultiva as habilidades para planejar, formular e implementar na cidade a construção de projetos para resolver os desafios da sociedade através de energia renovável, prevenção de desastres, etc, sob a supervisão do projeto ‘Future City’. Os participantes terão a oportunidade de experimentar e compreender na prática as atividades de cidades-modelo no Japão.

Assessoria

Notícias relacionadas