menu

20/08/2019


Presidentes de partidos pedem, aos 500 dias da prisão de Lula, que o STF faça justiça

Presidentes nacionais de partidos Gleisi Hoffmann (PT), Juliano Medeiros (PSOL), Luciana Santos (PCdoB), além de João Paulo Rodrigues, dirigente do MST, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, cobram do STF a soltura do ex-presidente Lula, condenado sem provas para não disputar a eleição.

“Desmascarada a Operação Lava Jato, o STF tem nas mãos nova chance de reparar esses 500 dias de abuso e infâmia”, diz a nota. “Não haverá reconstrução institucional sem o cancelamento das sentenças contra Lula”

Notícias relacionadas