menu

Brasil

06/01/2015


PTN continua na base de apoio a ACM Neto em Salvador

Bahia

Logo após a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Salvador, um dos candidatos derrotados, Tiago Correia (PTN), deu a entender que a sigla iria deixar a base do governo na Casa. Isso porque Paulo Câmara (PSDB) não cumpriu um acordo firmado entre o partido e o prefeito ACM Neto (DEM) de que a presidência da CMS iria para o PTN na segunda legislatura do governo. O presidente regional do partido, Maurício Bacelar, deu um fim a tal especulação nesta segunda-feira (5). “Nós ajudamos a eleger esse prefeito, Neto reconheceu nosso papel primordial em 2012. O governo é nosso também. Saímos incomodados com a eleição, porque havia um acordo que Paulo Câmara não cumpriu e ficamos decepcionados porque a palavra é tudo na política, mas vamos continuar apoiando o prefeito”, declarou Bacelar. O presidente também negou que a sigla irá sair à procura de cargos na prefeitura para “compensar” a perda do cargo.

Bacelar também comentou sobre a possível ida de Henrique Carballal (PT) para a sigla. “Se o vereador quiser, nós estamos honrados. Ele é um bom parlamentar, preparado, que tem sido um companheiro do PTN na Câmara. É claro que qualquer partido ficaria honrado, mas não houve nenhuma conversa”, disse Bacelar. O boato surgiu porque o parlamentar se distanciou cada vez mais das orientações do PT e integrou a chapa de Tiago Correia no pleito da Câmara – até mesmo se elegeu Ouvidor da Casa – enquanto que os petistas apoiaram o presidente reeleito, Paulo Câmara.

 

(Do Bahia Notícias)

Notícias relacionadas