menu

Brasil

14/10/2013


Quem vai dar palanque para o PSB é o PSB’ , diz braço direito de Alckmin

ELEIÇÕES 2014

Secretário da Casa Civil de São Paulo e principal articulador político de Geraldo Alckmin, Edson Aparecido diz que o PSDB está num esforço grande para manter uma “aliança forte” com o PSB no estado. “Temos uma aliança tradicional com o PSB”.

Alguns congressistas tucanos dizem reservadamente que após a entrada de Marina Silva no PSB, oferecer um palanque duplo para Eduardo Campos em São Paulo pode ser uma estratégia perigosa para a candidatura de Aécio Neves.

Aparecido pondera que ainda é cedo para falar sobre esse tipo de coisa, mas diz Alckmin fará campanha para Aécio. “Quem vai dar o palanque para o PSB (em São Paulo) é o PSB. Vamos fazer campanha para o Aécio”, disse Aparecido, que exemplificou a situação de outros partidos que deverão apoiar Dilma Rousseff (PT) no plano nacional, mas que estarão ao lado dos tucanos em São Paulo, como o PSC e o PRB.

O PSB, entretanto, discute a aliança de olho no palanque para Eduardo Campos e flerta com a possibilidade de lançar um nome próprio para garantir mais exposição para a candidatura do governador pernambucano.

iG Poder

Notícias relacionadas