menu

30/01/2019


Ricardo Coutinho: “Observatório é instrumento de defesa da Democracia com análises das Políticas”

Por Walter Santos

O presidente da Fundação João Mangabeira, ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, voltou a comentar que o lançamento do Observatório da Democracia no próximo dia 31, em Brasília, se configura em ato de muita importância para a vida democrática do Brasil diante de diversas ameaças.

– Trata-se de um instrumento importante de afirmação e defesa da democracia, e de repercussão e análise das políticas públicas anunciadas ou que venham a ser divulgadas. O Observatório da Democracia tem o objetivo de estabelecer diálogos críticos sobre aquilo que está rondando as políticas públicas no Brasil, comentou.

LANÇAMENTO – A Fundação João Mangabeira (FJM), em conjunto com cinco fundações partidárias, confirma lançamento nesta quinta-feira, 31, do Observatório da Democracia, uma iniciativa de acompanhamento das ações do Governo Federal.

Integram o grupo seis fundações: João Mangabeira (PSB), Lauro Campos (PSOL), Leonel Brizola-Alberto Pasqualini (PDT), Maurício Grabois (PCdoB), da Ordem Social (PROS) e Perseu Abramo (PT). O lançamento será aberto ao público.

PAPEL – Nos próximos meses, cada fundação estará responsável por avaliar as políticas governamentais correspondentes a temas pré-definidos. Os eixos principais de acompanhamento são: Soberania, Infraestrutura, Produção e Inovação, Dimensão Social e Dimensão Ambiental.

A Fundação João Mangabeira irá monitorar as ações governamentais relacionadas à educação e ciência, tecnologia e inovação. Os resultados serão sistematizados em relatórios e tornados públicos no Observatório da Democracia, canal na internet para divulgação dos resultados das ações.

Além do lançamento, será realizado, no mesmo dia, no Senado Federal, um workshop apenas para integrantes das fundações, que será coordenado por seus representantes, entre eles, o vice-presidente da FJM, Alexandre Navarro.

Notícias relacionadas