menu

Pernambuco

19/10/2015


Sport atropela o Atlético-MG e segue na briga pelo G-4

Com uma atuação que há tempos não se via, o Sport atropelou o Atlético-MG na Ilha do Retiro, neste domingo, pela Série A. O Leão não tomou conhecimento da boa campanha do vice-líder e goleou o Galo por 4×1. Matheus Ferraz, Élber, Diego Souza e Maikon Leite marcaram. Em 26 minutos o time pernambucano marcou três gols, abriu ótima vantagem, ampliou no segundo tempo e administrou o resultado até o final. Os visitantes ainda perderam o atacante Carlos logo aos 18 minutos.

Embora os outros resultados não tenham ajudado, a vitória manteve o Sport vivo na luta pelo G-4. Agora é o nono com 46 pontos, três a menos que o Santos, quarto colocado. No próximo sábado o Rubro-Negro enfrenta o Palmeiras no Pacaembu, às 20h (horário de PE). Já o Atlético viu a diferença para o líder Corinthians aumentar para oito pontos. O próximo jogo é contra a Ponte Preta, no Independência, no domingo.

 

O jogo

O técnico Falcão teve parcela importante na atuação do time. Bancou a entrada de Ronaldo no meio de campo e escolheu Hernane para o lugar de André. Além da organização, o Sport fez jogadas ensaiadas e mostrou ser um time organizado, capaz de medir forças com os rivais que estão na parte de cima da tabela. O setor ofensivo foi o diferencial na vitória deste domingo.

Diego Souza voltou a jogar bem e foi peça fundamental para o time sair com os três pontos. O próprio meia havia dito na sexta-feira passada que estava se sentido bem melhor fisicamente. Comprovou em campo com uma bela atuação. Marcou um gol aos 22 minutos após receber bom passe de Samuel Xavier e chutar forte sem chances para Victor.

Antes, aos seis minutos, Matheus Ferraz abriu o placar após desviar a falta cobrada por Marlone para o fundo das redes. Aos 18 Carlos fez falta dura em Wendel. Como já tinha amarelo, recebeu o segundo e foi expulso.

Foi um banho de água fria no Galo e o Sport cresceu ainda mais em campo. Aos 26 o time pernambucano chegou ao terceiro gol. Diego Souza deixou Élber em boa situação de gol, o camisa 7 invadiu e chutou forte, sem chances para Victor. No segundo tempo o Sport encontrou os mesmos espaços na zaga atleticana.

Tanto que aos oito minutos Maikon Leite pegou Victor de surpresa e chutou de fora da área. A bola ganhou velocidade e só parou nas redes do Galo. Levir Culpi foi para o tudo ou nada e chamou Cárdenas e Thiago Ribeiro, nos lugares de Giovanni Augusto e Pratto. Assim o Leão encontrou mais espaços e armou bons contra-ataques. Alguns caíram nos pés de Hernane Brocador, mas o atacante não esteve num bom dia e perdeu as oportunidades. Aos 37 minutos Patric fez fila e se atirou na área. O árbitro viu pênalti e Thiago Ribeiro diminuiu o placar.

Matheus Albino
Ne10

Notícias relacionadas