menu

Economia

29/10/2015


Taxa de desemprego fica em 8,7, no trimestre encerrado em agosto, mostra IBGE

A taxa de desemprego no Brasil atingiu 8,7 por cento no trimestre terminado em agosto, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua, do IBGE, divulgada nesta quinta-feira. Em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foi registrados 6,9 por cento, a alta foi de 1,8 ponto percentual. O número foi a maior taxa de desocupação da série, iniciada em 2012, segundo o instituto.

Os motivos apontados pelo IBGE são a desaceleração da economia que levou indústrias a dispensar trabalhadores, a queda do poder de compra do salário do trabalhador e o aumento da procura por empregos por pessoas que não estavam no mercado.Desde janeiro de 2014, o IBGE passou a divulgar a taxa de desocupação em bases trimestrais para todo o território nacional.

A nova pesquisa tem por objetivo substituir a Pesquisa Mensal de Emprego, o PME, que abrange apenas seis regiões metropolitanas e será encerrada em fevereiro de 2016, e também a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, o Pnad anual, que produz informações referentes somente ao mês de setembro de cada ano.

Agência Rádio

Notícias relacionadas