menu

Política

11/04/2016


Temer envia por engano áudio com discurso antecipando vitória do impeachment

São Paulo – Em discurso de 15 minutos enviado a parlamentares do PMDB, o vice-presidente da República, Michel Temer, antecipa discurso para cenário em que Câmara dos Deputados aprova processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A votação está prevista para acontecer no próximo domingo.

Na gravação revelada pelo jornal Folha de S. Paulo, o peemedebista afirma que este seria seu primeiro pronunciamento à nação – feito com “muita modéstia, cautela, moderação, mas também em face da minha condição de vice-presidente, naturalmente de substituto constitucional da senhora presidente da República”.

Segundo a assessoria de imprensa de Temer, o áudio seria um exercício que ele estaria fazendo no celular e que fora enviado por engano para a bancada do PMDB.

Na mensagem de voz, ele afirma que o Brasil precisa de um governo de "salvação nacional" e de que serão necessários "sacríficios" para superar a crise caso Dilma sofra, de fato, o impeachment.

"Sem sacrifícios, não conseguiremos reunir as condições para retomar o crescimento e o desenvolvimento”, afirmou. Ele diz que irá manter os direitos adquiridos pelos cidadãos, mas que serão necessárias reformas.

Datafolha

Segundo levantamento Datafolha divulgado no sábado, a maior parte dos brasileiros prefere que tanto a presidente Dilma Rousseff quanto o vice Michel Temer deixem a chefia do Executivo Federal seja via impeachment ou renúncia.

De acordo com o levantamento, 6 em cada 10 brasileiros apoiam a renúncia de ambos. Já 61% defende o impeachment da presidente e 58% também torce para o de Temer.

Esta é a primeira vez que o Datafolha questiona eleitores sobre o futuro de Temer no governo. Segundo o estudo, 28% dos entrevistados defendem a permanência do peemedebista no Executivo. Outros 5% se declararam indiferentes e 9% não opinaram. 

Notícias relacionadas