menu

16/04/2019


Walter Santos analisa Bahia lider do PIB do Nordeste sem ter Salvador liderando TI; Urge

O multimidia, analista politico e conhecedor da realidade dos 9 estados do Nordeste expõe dados da liderança da Bahia no PIB do Nordeste, mas ainda desprovido de um grande polo de Inovação em Salvador do tamanho de sua importância, como acontece em outras cidades nordestinas.

Eis a análise:

Quando a força da Bahia, 1o no PIB do Nordeste, vacila ao não dispor de vanguarda na área de TI em Salvador

Todos os indicadores apontam que o Estado da Bahia contiua sendo o pole position em termos de liderança no PIB do Nordeste com mais de 34% do total. Esta é uma marca que sinaliza próximo e em sintonia com avanços da Era Rui Costa/Jaques Wagner, mas a base de tudo continua referente à economia tradicional, a partir da indústria convencional, portanto intui grave perigo porque a Inteligência Artificial, a partir do setor de TI, está ainda a desejar.

Detalhe: há tempo o Governo aguarda titular na Secretária de Ciência e Tecnologia por força da burocracia. O fato é que Salvador e a Bahia estão a merecer prioridade na área de TI.

NÚMEROS DO TEMPO

Dados existentes na área de Ciência e Tecnologia das principais estruturas de fomento de TI apontam que Salvador, mesmo sendo abrigo de grandes eventos e estruturas se financiamento, ainda está atrás de outras Capitais, a exemplo de Recife, Fortaleza e até cidades como Campina Grande porque os investimentos na área estão à quem.

CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA TRADICIONAL – Ao invés de apostar novas fichas na Inteligência Artificial, a Bahia tem reproduzido modelos de investimentos convencionais perdendo o bonde da história para outras Capitais.

O presidente da Associação Comercial da Bahia, Adary Oliveira, veterano na área, revelou em artigo a ser publicado na Revista NORDESTE que “o desenvolvimento regional ainda depende muito do crescimento industrial. Não que ele seja o único fator, mas certamente um dos mais importantes na deflagração do progresso”.

Sem mencionar uma vez só a area de TI, ele afirma que “a atração de investimentos industriais constitui-se em elemento essencial na promoção do enriquecimento, mas a perpetuação e expansão das indústrias instaladas não podem ser negligenciadas. A Região Metropolitana de Salvador (RMS), pelo ambiente industrial que oferece, com adequada infraestrutura, oferta de matérias primas diversas, suprimento de utilidades tais como eletricidade, água, vapor, gases industriais, e moderno serviço de comunicações, manutenção eletromecânica, transporte, tratamento de efluentes, monitoramento do ar e da água do subsolo, higiene e segurança do trabalho e habitações, conta ainda com um destacado componente: disponibilidade de mão de obra especializada”.

BASE ANTIGA – Ele enumera tudo sem a área de inovação e de Inteligência Artificial. Aliás, voltando a mencionar análises sobre o mercado tradicional:

– Sabe-se que todo esse conjunto de atrativos é necessário, mas não suficiente. A guerra fiscal entre os estados, as manobras políticas motivadas pelos interesses regionais, as dificuldades impostas pelos órgãos de proteção ambiental, os elevados encargos sociais, entre outros obstáculos, enfraquecem as ações de promoção impulsionadoras do desenvolvimento.

Comprovando a falta de investimentos na area de TI, ele menciona com clareza:

– Do lado do perpetuamento e avanço das indústrias instaladas, é importante a adoção de políticas públicas que atuem no sentido da sua fixação. A inadequada política desenvolvimentista para a produção e distribuição de óleo e gás, por exemplo, foi determinante para o encerramento das atividades de duas fábricas de cimento, uma siderúrgica produtora de ferro esponja, uma fábrica de metanol e agora ameaça o fechamento de fábrica de fertilizantes nitrogenados, supridora de insumo importante para as unidades industriais misturadoras de fertilizantes que atendem ao agronegócio, e de matérias primas para dezenas de outra fábricas do setor químico.

SINTESE

O Governo da Bahia está desafiado a apresentar sua vanguarda de outras áreas na Inovação e na Inteligência Artificial a partir de Salvador porque não lidera o segmento e está defasado.

Trocando em miúdos, urge agir já.

Notícias relacionadas