Brasil

“O nova está assanhado”, diz Marco Aurélio sobre Kássio Nunes

  O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio rebateu o também ministro da Corta Kássio Nunes Marques, que liberou a realização de cultos e missas no País e disse enxergar como “hipocrisia” os posicionamentos contrários à determinação dele.
 “O novato está assanhado, está se sentindo”, disse Aurélio em entrevista concedida à CNN Brasil. “Vamos rezar em casa. O melhor altar é o lar”, complementou.
 Indicado por Bolsonaro, Nunes Marques atendeu a um pedido feito pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos.
 De acordo com o ex-deputado Wadih Damous (PT-RJ), que presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio (OAB-RJ), Nunes Marques acabou “dando a sua contribuição ao genocídio em curso”.
 Professor de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Thiago Amparo afirmou que a decisão do ministro “não faz sentido”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp