Política

Omar Aziz pede convocação de Ricardo Barros à CPI da Covid-19

O presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), apresentou um requerimento para convocar o líder do governo na Câmara, deputado federal Ricardo Barros (PP-PR). Parlamentares que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito apoiaram a decisão e podem colocá-lo em votação nesta terça-feira (29), pouco antes de o deputado estadual pelo Amazonas Fausto Júnior (PRTB) prestar depoimento. A informação foi publicada pelo site Metrópoles.

PUBLICIDADE

O deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) citou o nome de Ricardo Barros em depoimento na CPI na sexta-feira passada (25). De acordo com o parlamentar pelo Distrito Federal, o líder do governo foi o deputado citado por Jair Bolsonaro e que estaria envolvido nas negociações para a importação da vacina indiana Covaxin.

 

A compra do imunizante teve um intermediário e que não tem vínculo com a indústria de vacina, a empresa Precisa. O valor da compra foi 1.000% maior do que, seis meses antes, era anunciado pela fabricante. Barros negou ter participado das negociações.

 

Também há suspeitas sobre a compra da vacina Convidecia, do laboratório chinês CanSino. A empresa intermediária foi a BelCher Farmacêutica Brasil, com sede em Maringá (PR), terra de Ricardo Barros. Um dos sócios da empresa é Daniel Moleirinho, cujo pai é parceiro político do deputado. O governo federal iria pagar 17 dólares por dose (R$ 5,2 bilhões por 60 milhões de doses).

Com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp