Brasil

Pacheco lê requerimentos e CPI do MEC é criada, mas acordo prevê funcionamento depois da eleição

Parlamentares querem investigar corrupção e tráfico de influência no Ministério da Educação. Líderes partidários precisam indicar integrantes, para o funcionamento da CPI

247 – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MEC foi oficialmente criada, nesta quarta-feira (6), após o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), ler os requerimentos de criação de três novas CPIs, uma das quais para investigar denúncias de corrupção e tráfico de influência no Ministério da Educação (MEC).

Com a leitura dos requerimentos, as comissões ficam oficialmente criadas, mas líderes partidários precisam indicar integrantes, para iniciar o funcionamento de CPIs.

Uma das comissões tem como objetivo a investigação do crime organizado e do narcotráfico. Outra pretende apurar possíveis irregularidades em obras inacabadas.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp