Arquivo Nordeste

Pernambuco: um mês após chuvas, moradoras voltam para casa mesmo com o risco de deslizamentos

As famílias se sentem esquecidas e, sem esperança, retomam suas vidas em locais já comprometidos pelas chuvas

 

 

 

Brasil de Fato – “Eu sei que muita gente morreu, né? Mas tem os que estão vivos que estão passando por esta situação, que também é descaso. É um descaso o que a gente está vivendo”. Edilene da Silva é uma das 10 mil pessoas que perderam a moradia no final de maio, após os deslizamentos e alagamentos provocados pela falta de infraestrutura para o período chuvoso na zona da mata e na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco.

 

 

Edilene mora na Vila dos Milagres, no bairro do Ibura, uma das áreas mais atingidas na capital pernambucana. Ela teve que deixar sua casa por orientação da Coordenadoria de Defesa Civil do Recife (Codecir), por risco de deslizamento. “É um descaso muito grande com o pobre, e eu não estou falando aqui de política não. Eu estou falando de direito, direito do ser humano. Porque cada ser humano que se preze tem um cantinho para viver e a gente é trabalhador. Se a gente está lutando é pela nossa dignidade, que é direito nosso de ter um lar, ter uma vida; e agora estar assim numa situação dessas, disse Edilene.

 

Um mês se passou e algumas pessoas que moram em áreas de risco começaram a voltar para as suas casas, mesmo sabendo da ameaça de deslizamentos no local. É o caso de Crislaine Ramos da Silva, que é mãe solo e está organizando a casa para voltar com a sua filha de 4 anos. “Eu estava na casa da minha irmã, que é barreira também, né? Que a casa da minha irmã foi atingida da barreira. Mas risco por risco, eu prefiro voltar para a minha casa. Não tenho condições de pagar aluguel, aí eu estou ajeitando, comecei a ajeitar hoje para voltar amanhã. Minha casa está atrás da barreira. É uma das mais perigosas, que é a mais alta, mas vou ter que voltar”, afirma a moradora.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp