Nordeste

Piauí pode aplicar reforço da vacina Covid-19 para população acima de 18 anos na próxima semana

O secretário de Estado de Saúde, Florentino Neto, anunciou que o Piauí pode iniciar a vacinação com a terceira dose em indivíduos acima de 18 anos de idade na próxima segunda-feira (22). O anúncio foi feito após a decisão do Ministério da Saúde de liberar a terceira dose de reforço para pessoas acima de 18 anos em todo o país.

Segundo ele, a SESAPI vai utilizar as doses de imunizantes em estoque, suficientes para dar início à aplicação da terceira dose.

 

“Temos avançando na vacinação, mas reforçamos diariamente a nossa preocupação com a manutenção dos cuidados tão essenciais para evitar o surgimento de novas variantes e a elevação da taxa de contaminação e mortalidade”, afirma.

 

Segundo o levantamento realizado pela SESAPI, com base no Vacinômetro, o Piauí possui o percentual de 73,72% de vacinados com a primeira dose de vacina e 53.93% da população imunizada com duas doses ou dose única. “Estes novos grupos devem obedecer à regra de ter se vacinado há cerca de cinco meses, como forma de ampliar a resposta imunológica esperada com a dose de reforço ao esquema vacinal completo”, destaca o gestor.

 

Florentino Neto também mostra preocupação com a quantidade de pessoas que não compareceram para tomar a segunda dose. O Piauí possui aproximadamente 214.353 mil faltosos “A vacinação é a melhor forma de prevenção contra a pandemia do Coronavírus. Pedimos a nossa população para buscar um posto de vacinação e completar o esquema vacinal. Essa nossa luta pela vacina também é um gesto de amor ao próximo”.

 

Durante toda a pandemia o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Saúde, tem buscado junto ao Ministério da Saúde, garantir vacinas para todos. “A nossa última tratativa foi no sentido de garantir a liberação por parte da Anvisa da vacina para nossas crianças de cinco a 12 anos. Também lutamos pela vacinação de nossos adolescentes. Hoje, 104 municípios já aplicam a segunda dose na juventude piauiense”, destaca.

 

Por isso, o gestor diz não se conformar que diante de tanta luta algumas pessoas deixem de seguir a ciência e percam a oportunidade de se proteger contra o vírus que já matou 7.147 pessoas no estado.

 

“É de suma essencialidade que as pessoas sigam as orientações da ciência e completem o seu ciclo de imunização. A vacinação completa, além dos demais cuidados, é o que garante a proteção contra o vírus e evita as mortes pela doença. Por isso conclamamos que nosso povo vá aos postos e se vacinem e quando chegar sua segunda dose retorne na época do reforço para se proteger”, reforça Florentino Neto.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp