Piauí

Piauí registra aumento de 44% nas ocorrências de focos de calor em 2021

No mês de setembro, o estado acumulou o maior número de focos de calor e de incêndio do país. A região do semiárido piauiense foi a mais atingida.

 

O número de focos de calor aumentou 44% no Piauí, entre os dias 1º de janeiro e 24 de outubro deste ano, em relação ao mesmo período de 2020. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (25), pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar).

 

Segundo a meteorologista Sônia Feitosa, no mês de setembro, o estado acumulou o maior número de focos de calor e de incêndio do país. A região do semiárido piauiense foi a mais atingida.

 

“O que provocou esse aumento foi a ausência de chuvas, elas ficaram abaixo da média e encerraram rápido. Também a massa de ar seco, que está localizada sobre a região Sudeste principalmente, influenciou”, disse a metereologista.

 

Conforme o levantamento, somente entre o domingo (24) e esta segunda-feira (25), foram contabilizados 25 focos no Piauí. Entre os municípios com maior incidência, estão BatalhaBarras e Corrente, nas regiões Norte e Sul do estado.

 

Previsão do tempo

 

A previsão do tempo prevê chuvas isoladas, com ventos moderados, para todo o Piauí nos próximos dias. Nesta segunda (25), a umidade do ar deve ficar em torno dos 30% na região Centro-Norte e alcançar os 40% no Sudoeste.

 

“Agora, a penetração de umidade no Piauí, conjugada com o calor, favorece a ocorrência de chuvas e a consequente redução de focos de calor ou de incêndio”, completou.

*g1pi

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp