Ceará

Polícia Civil prende técnico de informática que criou perfis falsos em redes sociais para extorquir mais de 400 mulheres, no Ceará

Um trabalho minucioso coordenado por equipes da Delegacia Regional de Quixadá e do 5° Distrito Policial (DP), unidades da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), resultou na prisão preventiva de um técnico de informática investigado por extorquir, pelo menos, 400 mulheres no Ceará. No curso das investigações foi constatado que o homem, de 27 anos, criava perfis falsos em redes sociais e alegava ter imagens íntimas das vítimas e cobrava uma quantia em dinheiro para não expô-las. Ele foi preso na última sexta-feira (8), em Fortaleza.

 

Identificado como Matheus Fernandes Alves, de 27 anos, sem antecedentes criminais, o alvo foi preso na última sexta-feira (8), após um mandado de prisão preventiva pelo crime de extorsão ser cumprido em seu desfavor. Com base nas informações policiais, o trabalho policial iniciou em 2020, quando uma das vítimas procurou as autoridades policiais para falar que um perfil em uma rede social, cobrava uma quantia para não expor imagens íntimas e conversas comprometedoras dela. Inicialmente ele mantinha contato com a vítima por meio de uma página no Instagram e, posteriormente, exigia o número de Whatsapp para negociar a quantia.

 

Depois que o homem conseguiu o número de celular pessoal da vítima, ele negociava um valor específico alegando que tinha imagens dela nuas ou, ainda segundo os policiais civis, ele pedia fotos delas, também nuas, com a alegação de que se elas não enviassem, ele divulgaria outras do qual ele tinha posse. Diligências, oitivas e trocas de informações foram essenciais para identificar o autor por trás das dezenas de perfis criados por ele para ameaçar e extorquir. Com a característica dele e os detalhes do modus operandi, foi descoberto que ele fez vítimas em Fortaleza, Pacajus e Quixadá.

Desdobramentos investigativos

 

No curso das investigações coordenadas por ambas as delegacias, foi constatado ainda que o homem realizava os crimes logado em celulares de clientes, pois como ele trabalhava consertando aparelhos celulares, ele aproveitava e colocava os chips nos aparelhos dos seus clientes, com o objetivo de não ser rastreado, O investigado ainda ficava on-line em diversos dispositivos gratuitos de internet ou através do sinal residencial de clientes, que ele capturava o acesso no momento em que realizava algum trabalho, assim dificultava a localização exato de onde ele praticava o crime.

 

Com um trabalho investigativo de inteligência ele foi localizado e preso. O homem responderá pelo crime de extorsão e será indiciado ainda pelos crimes de perseguição, falsa identidade, falsidade ideológica, divulgação de foto íntima, lavagem de dinheiro, constrangimento ilegal e estupro tentado na modalidade virtual.

 

A PC-CE orienta que se você foi vítima de uma extorsão, procure Delegacia Regional de Quixadá, no endereço Rua Presidente Vargas, Campo Novo, Quixadá – contato (88) 3445-1047. Ou o 5º Distrito Policial na Rua Júlio Braga, 161 – Parangaba, Fortaleza – contato (85) 3101-2948.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp