Maranhão

Polícia diz que beneficiários pelo esquema de fraude de CNHs serão indiciados

O superintendente Estadual de Investigações Criminais (Seic), André Gossain afirmou que os beneficiários pelo esquema de fraude por uma empresa terceirizada do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) serão indiciados e responderão por crime de corrupção ativa.

“Todos os beneficiários que tiverem participação no esquema e forem identificados irão responder por corrupção ativa e terão as carteiras apreendidas e canceladas”, disse o delegado.

O delegado ainda disse que o esquema tem como principais mentores seis donos de autoescolas que atuam no Maranhão e já levou para a cadeia 22 pessoas. Outras quatro estão foragidas. Além dessas, 25 pessoas foram conduzidas coercitivamente para prestar depoimento de maneira obrigatória.

De acordo com as investigações da Seic, a organização criminosa, composta por funcionários terceirizados da empresa Thomas & Greg, funcionários e diretores de autoescolas da capital e interior, negociavam a emissão de carteiras de motorista falsas. Por cada CNH falsa, era cobrado um valor de R$ 2 mil a R$ 3 mil.

A Polícia Civil do Maranhão vinha investigando o caso desde abril deste ano, motivada por denúncias anônimas de que autoescolas estariam fraudando o processo de emissão de CNHs. Fariam parte do esquema os Centros de Formações de Condutores Abdon, Coutinho, Andrade, Unidas, Cometa e Júnior.

Rodrigo Santos
O Imparcial


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você