Rio Grande do Norte

Potiguar vende lanches para alcançar sonho de estudar em Portugal: ‘2.230 sanduíches de distância’

Clévina Dantas, de 23 anos, estabeleceu meta de ‘trocar’ mais de 2 mil sanduíches até setembro e faz contagem regressiva de produtos vendidos para conseguir custear a viagem.

 

“Troco sanduíches para realizar um sonho. Estamos há 2.230 sanduíches de distância”, diz a potiguar Clévina Holanda Dantas, 23 anos.

Ela foi aprovada para fazer um curso de mestrado pelo Instituto Politécnico de Coimbra, Portugal e teve a ideia de vender sanduíches para custear a viagem e os estudos, ao longo de 2 anos.

Pensando nisso, criou uma página nas redes sociais, onde as pessoas podem ajudá-la ‘trocando’ um sanduiche por um sonho.

Na página, ela faz um apelo: ” Tenho uma grande oportunidade e quero muito vivê-la! Mas para isso, preciso de sua ajudinha”, escreveu Clévina na descrição do post.

A estudante calculou que precisava vender um total de 2.230 sanduíches para custear o mestrado. E na página mantém atualizada a quantidade de sanduíches que faltam para alcançar seu sonho.

A campanha começou no dia 10 de junho e a estudante tem vendido cerca de 35 sanduíches por noite. Clévina conta que tem ajuda da mãe e do noivo para produzir os sanduíches “Sem eles eu jamais conseguiria, eu os amo muito e sou muito agradecida” relatou.

 

Empreendedorismo

Formada em administração pela UERN, Clévina abriu seu próprio negócio em 2017 e foi por meio dele que vislumbrou o sonho de cursar o mestrado.

“Eu já tinha um negócio com quase quatro anos, então era uma empresa quase madura e senti que não conseguia desenvolver ainda mais ela por que precisava aprender mais, foi daí que conheci algumas pessoas em Portugal e fui pesquisar sobre os cursos de mestrado lá. Então resolvi vender o meu primeiro negócio pra tentar passar no mestrado. Com esse valor que custeei as candidaturas, as documentações, envios por correios”, revela.

Ela conta que seu primeiro empreendimento foi na área de alimentação, mas pensou em um produto que pudesse fazer em casa. Daí surgiu a ideia do sanduiche.

 

 

*G1RN


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp