Brasil

Prefeitos relatam que filho de Marcelo Queiroga atua como intermediário de pedidos de recursos

Filho do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o estudante de medicina Antônio Cristovão Neto, conhecido como Queiroguinha (PL), intermediou algumas demandas de cidades da Paraíba, estado onde ele é pré-candidato a deputado federal. De acordo com reportagem do jornal O Globo, publicada nesta quarta-feira (8), na semana passada, Queiroguinha levou três governantes municipais à sede do Ministério da Saúde, em Brasília (DF), para uma reunião com o ministro Marcelo Queiroga. O grupo saiu de lá com R$ 1,250 milhão previstos para suas cidades.

 

Um dos participantes do encontro, que ocorreu na noite da quinta-feira (2) passada e não constou na agenda do ministro, foi o prefeito de São José da Lagoa Tapada, no sertão paraibano, Cláudio Antônio Marques, o Coloral (PSDB).

 

O chefe do Executivo municipal pediu ao ministério dinheiro para a compra de equipamentos como aparelhos de raio-X e de ultrassonografia, além da construção de um laboratório na cidade. “Sou amigo do Queiroguinha. Ele convidou para ir lá (na sede do Ministério da Saúde) e eu fui”, disse Coloral, que afirmou ter garantido R$ 1 milhão para sua cidade.

 

De acordo com o prefeito, os pedidos foram imediatamente cadastrados no sistema da pasta e estão em fase de análise da área técnica do Fundo Nacional de Saúde (FNS), fase que antecede a transferência para a conta da prefeitura.

 

O ministro da Saúde afirmou, por meio de sua assessoria, “respeitar integralmente a lei eleitoral” e que “todas as demandas de investimentos passam por rigorosa análise da área técnica responsável”.

 

O titular da pasta não respondeu após ser questionado pelo jornal fluminense se havia conflito de interesse em receber prefeitos por intermédio do seu filho.

 

Outro que participou do encontro com o ministro foi o prefeito de Marizópolis, Lucas Gonçalves Braga (PSDB). Três dias após o encontro, a pasta incluiu em seu sistema a previsão de destinar R$ 250 mil ao fundo municipal de saúde da cidade.

 

O  prefeito de Marizópolis, cidade de 6,6 mil habitantes da Paraíba, disse que o encontro com Queiroga foi “só para tirar uma foto”. “A gente estava jantando com Queiroguinha. Aí pedimos a ele para tirar uma foto com o pai dele. Ele nos levou até lá”, disse.

 

Quem também esteve na reunião, a convite de Queiroguinha, foi o prefeito de Vista Serrana, Sergio de Levi (MDB), que já declarou apoio à pré-candidatura do filho do ministro. O prefeito negou que essa aliança política tenha relação com a liberação de dinheiro pelo Ministério da Saúde. “Ele me procurou e eu declarei apoio a ele. Vamos apoiar o Queiroguinha. O meu grupo aqui vota onde eu pedir. A gente faz política assim, fazendo por todo mundo para, na hora que precisar, a gente estar junto”, disse.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp