Brasil

Preso pela PF muda versão sobre o caso Bruno Pereira e Dom Phillips

A PF busca um terceiro suspeito e outros que teriam atuado na ocultação dos corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips

 

 

247 – Em novo depoimento à Polícia Federal, Amarildo da Costa de Oliveira, o “Pelado”, mudou a versão de seu depoimento e assumiu ter disparado tiros contra o indigenista da Fundação Nacional do Índio (Funai) Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips, que desapareceram no último dia 5 na Amazônia. Em depoimento, Amarildo apontou que uma terceira pessoa teria disparado tiros contra as vítimas. A PF busca o suspeito e outros que teriam atuado na ocultação dos corpos. A informação foi publicada nesta sexta-feira (17) pela coluna de Bela Megale.

 

 

Amarildo confessou, na última terça-feira (14), que ajudou a ocultar os corpos, mas negou ter efetuado os tiros.

 

 

O irmão de Amarildo, Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como “Dos Santos”, também está preso.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp