Pernambuco

Procon interdita quatro bares por descumprirem medidas de prevenção à Covid-19, no Recife

Ações ocorreram durante o feriadão da Independência.

 

Quatro bares foram interditados por descumprirem os protocolos do governo para evitar a disseminação do novo coronavírus. Segundo o Procon de Pernambuco, as ações ocorreram durante o feriadão da Independência, no Grande Recife.

 

As equipes de fiscalização atuaram, de acordo com o Procon, entre sexta (3) e segunda (6). Além disso, foram autuados ou notificados três estabelecimentos, que também estavam descumprindo as regras na pandemia.

 

A primeira interdição ocorreu na sexta, no Espeto 360, em Cajueiro, na Zona Norte do Recife. O estabelecimento estava descumprindo a ordem de interdição do Procon.

 

O órgão de defesa do consumidor informou que “o proprietário reabriu o bar por conta própria, sendo assim, o órgão interditou o bar novamente”.

 

No mesmo dia, em Água Fria, na mesma região da cidade, o Espetinho do Beu, recebeu um auto de constatação e foi interditado.

 

O estabelecimento não adotava o distanciamento correto das mesas. Além disso, os consumidores estavam circulando sem máscara pelo ambiente do bar.

 

No domingo, equipes do Procon interditaram o Barracão Samba e Pagode, no Arruda, na Zona Norte. O estabelecimento foi autuado e interditado por causar aglomeração.

 

Lá, havia mais consumidores do que a capacidade determinada. Muitos estavam sem máscara e com mesas com mais de dez pessoas, o que é proibido pelo decreto do estado.

 

No bairro da Bomba do Hemetério, também na Zona Norte, o NB Society foi autuado e interditado por falta de distanciamento entre as mesas. Lá, clientes dançavam e circulavam sem máscaras pelo ambiente.

 

Na segunda (6), os fiscais notificaram o Beerdock, no Poço da Panela, na Zona Norte, por não cumprimento das distâncias das mesas e cadeiras e por estarem com clientes sem máscara.

 

O Caldinho do Dogão, em Olinda, e o Lengo Tengo, em Paulista, foram autuados por funcionamento após o horário permitido.

 

Em todas as ações, o Procon contou com o trabalho da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária, CTTU, Brigada Ambiental, Dircon e Guarda Municipal do Recife.

 

De janeiro até o momento, mais de 1.692 bares e restaurantes foram fiscalizados. Deste número, mais de 390 foram autuados e 110 interditados.

 

 

*G1PE


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp