Brasil

Publicitário Lucas Sales confirma pré-candidatura ao Governo do Distrito Federal e revela projetos de gestão

Por Walter Santos

Confirmado: o publicitário e multimidia paraibano Lucas Sales tomou a decisão definitiva de assumir a pré-candidatura ao Governo Federal em 2022 pelo partido Democracia Cristã liderado nacionalmente por José Maria Eymael depois de convite feito pelo advogado Ronaldo Nóbrega. Em entrevista exclusiva à reportagem da Revista NORDESTE ele fala de vários temas e até de projetos para Brasília.

 

Eis a entrevista na integra:

 

Revista NORDESTE –  O que o leva a esse projeto disputar o governo do Distrito Federal?

 

LUCAS SALES – Recebi o convite do Ronaldo Nóbrega e da Silvana Reis do Democracia Cristã do DF, convite confirmado pelo presidente da legenda, deputado que de destacou pela atuação na constituinte,  José Maria Eymael. Eu entendi como um chamado e aceitei. Sei o tamanho do desafio. Lembro de Genesis 41. Quando José foi convocado para ser governador do Egito. E governou por 07 anos de abundância e depois por 07 anos de crise. E conseguiu ser eficaz, guardar alimentos no tempo bom e por isso conseguiu atravessar o crise no tempo difícil.

 

NORDESTE – O que significa essa parábola?

 

LUCAS SALES – Eu compreendo que é chegada a hora de líderes sensíveis, que tenham convivido com o povo e que sintam as suas dores, que tenham inteligência social para propor novas políticas públicas, que sejam criativos para inovar, que sejam corajosos para ir de encontro ao establishment, e humanos para irem ao encontro de uma nova mentalidade que será construída com  argumentos possíveis, que possam convencer, no campo das ideias.

 

NORDESTE – Quais as motivações para missão tão diferenciada e de cobranças ?

 

LUCAS SALES – O que me move é um propósito: vencer as eleições e fazer diferente. Eu mantenho uma relação com o DF há cerca de 30 anos, desde a época da Universidade, quando frequentei comissões da constituinte em 87, 88; eu era presidente do Centro Acadêmico Vladimir Herzog do Curso de Comunicação Social(Jornalismo) da FURNE – hoje, UEPB.

 

Acompanho processos eleitorais há mais de 20 anos. Há cerca de 10 anos tive oportunidade de começar a lecionar em pós-graduações de Gestão Pública e isso despertou meu interesse em aprofundar o conhecimento na área; pesquisando outros modelos dentro e fora do Brasil.

 

NORDESTE – Por que exatamente Brasilia?

 

LUCAS SALES – Brasilia é a capital de todos nós brasileiros. O tecido social do DF tem essa representação. Sinto-me credenciado por ter vivenciado muitos processos; nasci em Campina Grande, passei por Salvador, morei em João Pessoa, Rio de Janeiro, Manaus, São Paulo, Sertão de Pernambuco e Vancouver. Em cada lugar, aprendi um pouco e é essa experiência que levarei para a gestão. O DF será um bom exemplo para o Brasil. E por conta das embaixadas que estão aqui, mandaremos uma mensagem clara para o mundo; há no Brasil mais que vida inteligente, há vida honesta, criativa e sensível.

 

NORDESTE – Nesse projeto você está alinhado ou não com o bolsonarismo?

 

LUCAS SALES – Eu estou alinhado com todos os brasileiros que querem uma nova postura dos seus líderes, que esperam que seus líderes tenham valores claros e que não apenas falem em Deus, mas que o temam e pratiquem em suas ações; líderes qu estejam preparados para servirem de verdade, que queiram transformar a nossa realidade e que saibam respeitar a visão do outro, o contraditório, enfim, líderes que sejam democratas, que trabalhem pela Liberdade, pela Justiça e pela Solidariedade.

 

O meu partido o Democracia Cristã tem um candidato a presidente, o ex-deputado constituinte José Maria Eymael. A Democracia Cristã é modelo de gestão na Alemanha. Angela Merkel é um bom exemplo. E bem recente.

 

NORDESTE – O que seu projeto propõe de mudanças fundamentais?

 

LUCAS SALES – Há um certo tempo estudamos o modelo de gestão adotado aqui no DF. Brasília é uma cidade-estado, assim como Washington, foi pensada para ser exemplo, mas descarrilou. Fugiu do projeto inicial de JK. E nós vamos recolocar Brasília nos trilhos, no seu eixo. Vai ser difícil, mas nós vamos conseguir. É necessário fazer ajustes  e propor um novo modelo.  Uma gestão que chegue mais próximo das pessoas. São 33 – Regiões Administrativas, cidades com realidades distintas, que precisam ser pensadas, Administradas levando-se em conta essas nuanças.

 

O nosso projeto DFMELHORPRATODOS terá 05 grandes eixos, em tempo hábil apresentaremos, ouviremos sugestões e inovaremos usando a tecnologia para termos uma gestão profícua, participativa e transparente. Vamos vencer e fazer diferente pra nossa gente. Vamos ser exemplos para o Brasil e para o mundo.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp