Brasil

Queiroga diz que “ministro da Saúde não é despachante da Anvisa”

Atritos entre a agência e o governo têm se intensificado após Bolsonaro divulgar carta questionando os interesses da Anvisa em aprovar a vacinação pediátrica

Revista Fórum – Irritado com as críticas pela demora na vacinação de crianças contra a Covid-19, que começou somente neste sábado (15), um mês depois da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje que “não é despachante de decisão da Anvisa”.

Apesar de ter sido um dos responsáveis pelo atraso, já que fez diversas manobras para que a vacinação pediátrica não acontecesse no Brasil, incluindo uma consulta pública, Queiroga disse que “trabalha diariamente para ter um bom julgamento da história”.

“O Ministério da Saúde é quem conduz a política pública e o ministro da Saúde é a principal autoridade do sistema de saúde do Brasil. E eu, como ministro da Saúde, procuro atuar de acordo com a administração pública: moralidade, legalidade, transparência, publicidade e impessoalidade. A história vai me julgar e eu trabalho diariamente para ter um bom julgamento da história”, afirmou a jornalistas.

 

*Brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp