Pernambuco

Recife envia alerta para 32 mil famílias em áreas de risco devido à previsão de fortes chuvas no fim de semana e disponibiliza dois abrigos

Prefeitura suspendeu aulas de reposição que estavam previstas para o sábado (28). Apac emitiu alerta de chuvas de nível vermelho, que é o grau máximo.

 

 

Devido à previsão de chuvas fortes neste fim de semana, a prefeitura do Recife enviou um alerta, através de mensagem SMS para celular, para 32 mil famílias que vivem em áreas de risco de deslizamento. Nesta sexta (27), o prefeito João Campos (PSB) afirmou que dois abrigos estão disponíveis para quem vive em locais de risco e nas ruas da cidade (veja vídeo acima).

“Enviamos SMS pra 32 mil famílias que estão em áreas de risco informando do risco da saturação do solo e que novas chuvas poderiam chegar. Temos dois abrigos na cidade, um Abrigo Irmã Dulce, que é dedicado para as pessoas em situação de rua e funciona durante o dia e também à noite, e temos um abrigo emergencial para acolher as famílias que estão em área de risco”, disse o prefeito.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu um alerta devido à previsão de pancadas de chuvas com intensidade forte a partir da noite desta sexta-feira (27) e ao longo do sábado (28). O aviso é válido para o Grande Recife, o Agreste e a Zona da Mata. O alerta foi de nível vermelho, que é o grau máximo e indica risco muito alto.

“[Nossas previsões] estão mostrando bastante instabilidade e acumulados significativos, acima dos 100 milímetros, durante todo o sábado. Como a região já está saturada e já teve episódios de chuva durante a semana, os níveis dos rios estão altos, então o nível de risco está bem alto”, declarou Roni Guedes, meteorologista da Apac.

Os dois abrigos ficam na Travessa do Gusmão, no bairro de São José, na área central do Recife. “Nossos abrigos estão à disposição das famílias que precisem seguir para eles. Nós temos vagas suficientes para as pessoas que quiserem se deslocar. Havendo de pessoas em locais alagados, também estão à disposição”, disse o secretário-executivo da Defesa Civil do Recife, Cássio Sinomar .

A prefeitura suspendeu as aulas de reposição nas escolas da rede municipal de ensino que seriam realizadas no sábado (28) para compensar as que foram canceladas por causa das chuvas durante a semana.

Além disso, o Recife convocou mais de 3 mil servidores municipais, de diversas secretarias e órgãos da administração direta e indireta do município, para atuar em regime de plantão a partir desta sexta (27).

A semana foi de chuvas e transtornos, com registro de, ao menos, cinco mortes e 980 pessoas que tiveram de deixar suas casas em Pernambuco. De acordo com dados atualizados nesta sexta-feira (27) pela Secretaria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), 524 continuam fora de casa no estado.

O Grande Recife foi um dos locais mais castigados pelas precipitações desta semana. Segundo o balanço divulgado pela Codecipe, somente na capital, 581 pessoas tiveram que sair de onde moravam. Nesta sexta (27), 131 delas ainda não tinham voltado para as suas residências.

Estado de alerta

O governo do estado reforçou, nesta sexta (27), a importância da população permanecer em alerta, principalmente nas áreas de risco, já que as chuvas já deixaram os solos bastante encharcados, o que aumenta o risco de desastres por causa de deslizamentos e alagamentos.

A Codecipe informou que continua em regime de prontidão e recomenda que a população que vive em áreas de risco se mantenha em alerta, principalmente no período da noite e, ao menor sinal de perigo, deixe a área e procure abrigar-se em um local seguro, levando principalmente os documentos pessoais.

Além disso, orientou que as pessoas não transitem em ruas alagadas ou com pontos de inundação, pois há riscos de afogamento, doenças, choques elétricos e outros acidentes.

“Os riscos de desastres estão elevados. A orientação da Defesa Civil é de que a população que está em área de risco, ao menor sinal de perigo, procurar, imediatamente, um local seguro. Havendo necessidade de atendimento numa ocorrência, devem ser acionados os bombeiros e a Defesa Civil dos municípios ou do estado”, declarou o secretário executivo da Defesa Civil de Pernambuco, o tenente-coronel Leonardo Rodrigues.

Como acionar a Defesa Civil

A orientação da Defesa Civil do Recife é de que moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão pelo telefone 0800.081.3400. A ligação é gratuita e o plantão é permanente.

A Central de Operações da Secretaria de Defesa Civil do estado (Codecipe) mantém plantão 24 horas por dia e pode ser acionada pelos telefones 199 e (81) 3181.2490. Confira, abaixo, como contatar as defesas civis municipais na Região Metropolitana:

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp