Pernambuco

Rei do Baião, Luiz Gonzaga vira tema de disciplina em escola do município de Exu, PE

Através da disciplina ‘Cultura Gonzagueana’ os estudantes vão aprender mais sobre a cultura e a história de Exu, terra natal de Gonzagão.

 

Estudantes do 1º ano do ensino médio da Escola Estadual São Vicente de Paula, em Exu, no Sertão de Pernambuco, estão tendo a oportunidade de aprender um pouco mais sobre o cantor e compositor Luiz Gonzaga. Batizada de ‘Cultura Gonzagueana’, a disciplina optativa pretende levar aos educandos conhecimento sobre a cultura e história local, tendo como base a vida e carreira do maior ícone do município, o Rei do Baião.

 

“Iniciativas como esta eletiva proporcionam a manutenção da cultura e da história local, valorizando as temáticas abordadas na obra do pernambucano do século, gerando assim, o sentimento de pertencimento dos alunos para com a cultura e a história local, promovendo ainda a democratização cultural e uma educação cultural efetiva para os educandos”, afirma o professor Maiadson Vieira, responsável pela disciplina.

 

Nascido em Exu, Maiadson se inspira no conterrâneo ilustre, autor de clássicos, como ‘Asa Branca’, que nesta quinta-feira (3) completa 75 anos de lançamento. A música, feita em parceira com Humberto Teixeira, é considerada por muitos como o hino da região Nordeste.

 

“Seu Lua não é mais um tema transversal, é o conteúdo principal da minha disciplina”, comemora Maiadson, que é formado em letras e atua como professor há quase 10 anos, ministrando aulas de inglês e língua portuguesa.

 

Mesmo a disciplina ‘Cultura Gonzagueana’ não sendo obrigatória, o professor considera uma grande conquista aproximar os estudantes de Luiz Gonzaga.

 

“Apesar de ser uma disciplina eletiva, ela quebra os muros da escola e introduz em sala de aula o autêntico poder da cultura popular”, avalia.

 

Segundo Maiadson, a disciplina não será ministrada apenas em sala de aula. O projeto prevê visitas ao Museu Gonzagão e Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. “Neste espaço sentimos a energia de Luiz Gonzaga”, diz o professor, que destaca a produção que será feita pelos estudantes.

 

“Meus alunos recitaram uma produção minha para começar com o pé direito nesse mundo da cultura e da poesia popular. Apesar dos pesares, seguimos bravamente resistindo. O projeto é um laboratório de edição de vídeo e roteirização, onde juntos, editamos com nossas próprias mãos o orgulho de sermos da terra de Luiz Gonzaga”.

 

g1pe


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp