Política

Renan Filho diz que Bolsonaro, acuado pela CPI e em queda de popularidade, “mostrou desespero” em Alagoas

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), reagiu aos ataques de Jair Bolsonaro feitos ao seu pai, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), durante evento no Estado nesta quinta-feira (13), onde foi “inaugurar” uma obra já inaugurada pelo governador Renan Filho e feita com recursos do estado e do governo Dilma Rousseff.

Renan Filho disse que Bolsonaro, “acuado pela investigação na CPI e despencando em popularidade”, “mostrou desespero em Alagoas, atacando pessoas e o Congresso Nacional”, mas que o Estado responde a esse tipo de ataques com “gestão resolutiva” e que “Alagoas resistiu” à afronta.

Confira o texto postado nas redes sociais do governador:

Acuado pela investigação na CPI e despencando em popularidade, @jairmessiasbolsonaro mostra desespero em visita à Alagoas, ataca pessoas e o Congresso Nacional.

 

Respeito às instituições e à democracia não está entre suas características.

Por aqui presidente, responderemos a esse tipo de violência, com gestão resolutiva, obras com recursos próprios, contas organizadas, priorizando salvar vidas na pandemia e colocando sempre o povo acima dos interesses políticos.

 

Vale informar ao Brasil, Alagoas resistiuBolsonaro desembarcou em Alagoas em um contexto no qual o governo está sendo pressionado na CPI da Covid. Nessa quarta-feira (12), o senador Flávio Bolsonaro chamou o relator Renan Calheiros (MDB-AL) de “vagabundo”. A agressão do parlamentar foi uma jogada combinada com seu pai, que poucas horas depois postou um tuíte reforçando a agressão.

 

Na viagem a Alagoas, Bolsonaro foi recebido com protestos. Manifestantes queimaram pneus e bloquearam as proximidades do Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Rio Largo, Região Metropolitana de Maceió.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp