Brasil

Resistência pelo Estado Democrático de Direito é a ordem fundamental diante de Governo a estimular em vão o caos

Há algum tempo em voga no País um clima de alta preocupação pelas ações golpistas recentemente adotadas por segmentos minoritários da sociedade agredindo política e inconstitucionalmente nossa base institucional firme, via Judiciário e até do Legislativo, diante da insistência retrógrada do Executivo, vide presidente Jair Bolsonaro, cada vez mais frágil daí ser insultante porque corre perigo de cair.

A incitação de Bolsonaro por atos no dia 7 de Setembro contra o STF, em face das medidas de proteção à Constituição sempre atacada e agredida pelo bolsonarismo, felizmente não tem adesão popular porque fere o interesse nacional de defender a Democracia e o Estado Democrático de Direito de forma majoritária.

Mas, há preocupação por conta do movimento ser de setores promotores da incitação ilegal se baseando em atitudes de grosseria desmedida formada por segmentos extremistas de ultra-direita à lá milicianos e neo-pentecostais fundamentalistas, tal qual os talebãs.

Trocando em miúdos, apesar de todos os insultos as instituições brasileiras se mantêm coesas e firmes combatendo as agressões aplicando a normal legal para preservar a Constituição e a Democracia brasileira.

Não há outro sistema/regime adequado ao tempo de tantos conflitos e intolerâncias que não seja a Democracia.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp