Brasil

Rosa Weber manda para a PGR pedido de investigação de Bolsonaro

247 – A ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber enviou para avaliação do procurador-geral da República, Augusto Aras, a <span;>notícia-crime apresentada por três senadores<span;> nesta segunda-feira (28) apontando possível prevaricação de Jair Bolsonaro no escândalo de corrupção da Covaxin.

“Determino a abertura de vista dos autos à Procuradoria-Geral da República, a quem cabe a formação da opinio delicti em feitos de competência desta Suprema Corte, para manifestação no prazo regimental”, diz a ministra no despacho. O envio faz parte do caminho processual deste tipo de ação, uma vez que apenas a PGR pode autorizar investigação contra o presidente da República.

A <span;>ministra será a relatora do pedido<span;>, assinado pelo vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid, Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO). Na ação, os parlamentares pedem que Bolsonaro seja investigado por conivência diante da revelação feita a ele de que haveria um esquema de corrupção na compra do imunizante, conforme relatado pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) à CPI da Covid na última semana.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp