Brasil

‘Saberemos hoje se o Brasil tem força ou não para repor a credibilidade do sistema de justiça’, diz Boaventura de Sousa Santos

“Saberemos hoje se o Brasil tem força ou não para repor a credibilidade do seu sistema de justiça”, disse o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos ao Bom Dia 247. “A incompetência e a suspeição de Moro não são suficientes. Ele e Dallagnol também precisam ser punidos”, ressaltou.

 247 – O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos afirmou, durante participação no Bom Dia 247, que o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a anulação das sentenças contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato servirá para mostrar “se o Brasil tem força ou não para repor a credibilidade do seu sistema de justiça”. O estudioso fez referência à incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba nesta quinta-feira (15) para julgar o petista.

“Primeira questão é saber se o sistema judicial brasileiro efetivamente tem força para repor sua credibilidade ou não tem”, disse Boaventura. Para ele, o ex-procurador da Lava Jato Deltan Dallagnon e o ex-juiz Sergio Moro, condenado pelo STF por sua parcialidade nos casos contra Lula, devem ser punidos. 

“Queira Sergio Moro, queira Dallagnol, cometeram crimes, atividades criminosas, que precisam ser investigadas pelo Ministério Público e, portanto, devem ser punidos por isso”, afirmou.  

“O problema é saber se o Supremo Tribunal Federal, que é muito sensível ao contexto político, como se mostrou no passado, nos antecedentes deste caso da Lava Jato, porque as ilegalidades não foram cometidas agora, mas há muito tempo”, completou. 

Ainda segundo ele, “o contexto continua a ser hostil porque as elites brasileiras ainda não decidiram se querem realmente dispensar o Bolsonaro”. 

*Brasil 247

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp