Maranhão

Saúde da Bahia visita hospitais no Maranhão para conhecer práticas de gestão

Uma comitiva vinda da Bahia esteve no Maranhão para visitar unidades da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão, com o objetivo de conhecer boas práticas de gestão. Os representantes foram recebidos pelo presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, na última quinta-feira (12), e realizaram visitas a duas unidades na capital, no mesmo dia.

 

Integraram a comitiva baiana: o assessor da Secretaria de Estado de Saúde da Bahia, Cássio Garcia; o diretor geral da Fundação Estatal de Saúde da Família (FESF) da Bahia, Ricardo Mendonça; e o diretor adjunto da FESF, José Santana. Eles vieram conhecer e trocar experiências sobre a estrutura do modelo de gestão de saúde adotado nas unidades vinculadas à Secretaria de Estado da Saúde e gerenciadas pela Emserh.

 

“A Emserh administra hoje 70% das unidades públicas de saúde do estado. São 97 unidades, entre hospitais, UPAS, maternidades, policlínicas, hemonúcleos, etc. O Maranhão teve um bom desempenho no combate à Covid-19 e estamos no caminho certo. E essa visita é resultado do bom trabalho que a gente vem desempenhando. É interessante para troca de experiências e para promover conhecimento na gestão pública de saúde”, afirmou o presidente da Emserh, Marcos Grande.

 

O diretor geral da Fundação Estatal de Saúde da Família (FESF) da Bahia, Ricardo Mendonça, falou sobre a importância dessa troca de experiências. “O objetivo da nossa visita inicialmente é trocar experiência com o Estado do Maranhão e com a Emserh, por sua expertise, pelo produto que entregam aos usuários do SUS no Maranhão. Para a fundação, é importante porque estamos com um projeto de também administrar e fazer gestão na área hospitalar, de levar esse conhecimento para a Bahia”, pontuou.

 

A FESF é uma fundação pública instituída por 69 municípios com o apoio do Governo do Estado da Bahia, voltada para a prestação de serviços sociais, especificamente na área de saúde, com um sistema de gestão compartilhada de serviços.

 

Na reunião, o presidente da Emserh apresentou o modelo administrativo, detalhou protocolos de atendimento, acolhimento do usuário da Rede de Saúde, estrutura organizacional e outros detalhes que influenciam na qualidade dos serviços públicos de saúde à população.

 

O grupo visitou ainda a UPA/Policlínica Vinhais e o Hospital de Cuidados Intensivos (HCI), referência no tratamento da Covid-19 no Maranhão, e tiveram boa impressão.

 

“Bahia e Maranhão são estados do Nordeste que têm situações e características muito parecidas. Tivemos uma ótima impressão. A gente veio justamente para conhecer a realidade e a experiência que vocês estão fazendo com sucesso nos últimos anos, que tem dado frutos dentro da saúde pública. Conhecendo a realidade das unidades, acredito que podemos levar muita coisa positiva daqui para aplicar na Bahia e evitar algumas questões que vocês já vivenciaram e ultrapassaram. Assim vamos fortalecer o SUS com uma gestão pública eficiente”, frisou Cássio Garcia, assessor da Secretaria de Estado de Saúde da Bahia.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp