Pernambuco

Secretário do Governo de Pernambuco cai após casos de violência policial no protesto contra Bolsonaro

O secretário secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua, deixou o cargo nesta sexta-feira (4), seis dias depois da violenta repressão da Polícia Militar ao ato ‘Fora Bolsonaro’ que aconteceu no Recife em mais de 200 cidades do País no sábado (29).

 

Sob intensa pressão política e da sociedade, Antônio de Pádua entregou o cargo ao governador Paulo Câmara (PSB), que aceitou e nomeou como interino o atual secretário executivo, Humberto Freire.

 

Antes de Antônio de Pádua, o então comandante da Polícia Militar, coronel Vanildo Maranhão, já havia pedido exoneração na terça-feira (3). O coronel Roberto Santana foi empossado no lugar dele pelo governador.

 

A violenta repressão da Polícia Militar de Pernambuco à manifestação contra Jair Bolsonaro nesse sábado (29) no Recife fez duas vítimas graves. Além de Daniel Campelo da Silva, a PM também atirou balas de borracha no rosto de Jonas Correia de França, 29 anos. Assim como Daniel, Jonas não participava da manifestação e também perdeu a visão de um olho, o direito, em razão do disparo.

 

Durante a repressão da PM no Recife, a vereadora do PT Liana Cirne Lins também foi agredida. Ela recebeu um jato de spray de pimenta no rosto quando tentava dialogar com os policiais.

Revista Nordeste com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp