Brasil

Servidores do BC começam a entregar cargos e anunciam paralisação

Em protesto contra a falta de previsão de reajuste salarial no Orçamento de 2022, servidores do Banco Central, representados pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do BC (Sinal), iniciaram movimento de entrega de cargos de chefia nesta segunda-feira (3).

 

O ato vem após movimento semelhante dos servidores da Receita Federal, que observou debandada de mais de 900 profissionais. Servidores do BC veem com “indignação” a falta de reajuste, que beneficiará somente policiais federais.

 

“Estamos começando hoje. A ideia é fazer reuniões virtuais com servidores de todo o Brasil para convencê-los a aderir, até como forma de pressão para conseguir uma reunião com o presidente [do BC] Roberto Campos Neto. A gente acredita que nas próximas duas semanas teremos uma lista grande”, disse o presidente do Sinal, Fabio Faiad.

 

Além disso, o Sinal anunciou a adesão de trabalhadores do BC à paralisação dos servidores federais, que ocorrerá no próximo dia 18, organizada pelo Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado).

 

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp