Ceará

Setor hoteleiro retoma o ritmo de contratações

Com as férias de julho chegando, a vacinação contra a covid-19 avançando, a tendência é a retomada de contratações no setor hoteleiro. Entre as profissões mais procuradas com a chegada da alta estação, estão as de camareiro e recepcionista.

 

Em 2021, os hotéis sediados no Ceará abriram 1.508 novos empregos, sendo a maior parcela destas oportunidades nas ocupações de camareiro (334), auxiliar de alimentação (178), faxineiro (127), garçom (126) e recepcionista, em geral (111).

 

No auge da pandemia, o setor hoteleiro chegou a demitir mais de 1,7 mil trabalhadores, sendo que boa parte dessa força de trabalho foi reincorporada com o abrandamento do número de casos e a retomada das viagens, especialmente do turismo doméstico.

 

“Informação relevante é que a retomada dessas contrações ocorreu fora de Fortaleza e em especial no litoral oeste do estado, tais como nos municípios de Jijoca de Jericoacoara (181), São Gonçalo do Amarante (102), Amontada (82), Caucaia (69), Cruz (68) e Trairi (66), quando se leva em consideração a movimentação do emprego nos hotéis, entre os anos de 2020 e 2021”, comenta o analista do Mercado de Trabalho do IDT e autor do estudo, Erle Mesquita. Por outro lado, a Capital cearense, Fortaleza, registrou a maior baixa de postos de trabalho no período nesse segmento (extinção de 712 empregos), fruto da queda tanto do turismo de lazer quanto o de negócios.

 

Estudo

O turismo foi um dos setores econômicos mais impactados pela crise sanitária causada pela covid-19, já que, entre as estratégias adotadas para conter o avanço do vírus, houve medidas de isolamento social e o fechamento das fronteiras entre as nações. Viajar e fazer turismo com esse cenário foi praticamente inviável e as estimativas apontam que houve uma redução de 900 milhões de turistas internacionais em todo o mundo somente nos dez primeiros meses de 2020, segundo a Organização Mundial do Turismo.

Para aprofundar um pouco mais sobre a temática, o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) traz o estudo “Covid-19 e a dinâmica do emprego nos hotéis: o caso do Ceará”. “O documento é uma oportunidade para verificarmos o impacto da pandemia, especialmente considerando o potencial econômico que o turismo possui no estado, e a forma da retomada das contratações”, ressalta do presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Vladyson Viana.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp