Brasil

Thiago Braz conquista bronze no salto com vara

Campeão olímpico na Rio 2016, o paulista Thiago Braz conquistou nesta terça-feira (3) medalha de bronze na prova de salto com vara na Olimpíada de Tóquio. O atleta de 27 anos obteve como melhor salto 5,87m. A disputa aconteceu no Estádio Olímpico de Tóquio, na capital Tóquio.

 

Inicialmente, Thiago superou a marca de 5,55m. Em seguida, o sarrafo subiu para 5,70m e 5,80m, até chegar aos 5,87m, superando 5,82m que havia sido o melhor salto na temporada. O paulista foi eliminado na luta pelo ouro quando o sarrafo chegou em 5,92m, pois não foi possível ultrapassá-lo.

O sueco Armand Duplants levou a medalha de ouro, fixando os 6,02m. E o norte-americano Christopher Nilsen ficou com 5,97m.

 

Esta foi a segunda medalha conquistada pelo atletismo brasileiro em Tóquio. A primeira ficou no peito do paulista Alison dos Santos, na prova de 400 metros com barreiras. Ele atingiu a marca de 46s72.

 

Outros resultados do atletismo brasileiro

 

No arremesso de peso, o catarinense Darlan Romani conquistou nesta terça-feira (3) vaga na final na Olimpíada de Tóquio. Ele arremessou a 21,31m, 11 centímetros a mais que o necessário para avançar na competição. O atleta de 30 anos ficou com o segundo melhor desempenho da classificatória do Grupo A.

Darlan Romani avança às finais
Darlan Romani avança às finais – REUTERS/Dylan Martinez

A prova final será realizada nesta sexta-feira (6) às11h05 (horário de Brasília), no Estádio Olímpico de Tóquio. Romani é o recordista sul-americano no arremesso do peso e ocupa a 11° colocação do ranking mundial da história da modalidade esportiva.

 

Na prova de 110 metros com barreira, na quarta bateria, o mineiro Rafael Pereira conseguiu avançar às semifinais. Apenas os quatro primeiros colocados seguiam na corrida pelo pódio e o brasileiro ficou na terceira posição, com o tempo de 13s46. Ele vai concorrer às semifinais ainda nesta terça-feira, ás 23h16 (horário de Brasília).

 

Já o brasileiro Eduardo de Deus não conseguiu ir adiante. O paulista, de 25 anos, foi o oitavo colocado na bateria 5, com o tempo de 13s18. O mesmo aconteceu com o carioca Gabriel Constantino, que foi o quinto colocado na bateria 1. Constantino alcançou o tempo de 13s55.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp